3 iniciativas criadas por refugiados em São Paulo



3 iniciativas criadas por refugiados em SP (Foto: Divulgação)


Neste dia 20 de junho é comemorado o Dia Mundial do Refugiado. As causas desse processo histórico entrelaça fatos, etnias, religiosidade, riquezas naturais e interesses econômicos que colocam os refugiados em condições subsistentes. São situações em que deixar o país se torna a única atitude necessária a fim de preservar a vida. O destino, muitas vezes incerto, reserva dificuldades, mas também pode configurar o ponto de virada na perspectiva de trabalho, de expressão da singularidade e de pertencimento cultural, ressignificando esse processo. Refletindo sobre isso, elencamos abaixo algumas das muitas iniciativas feitas por refugiados de várias nacionalidades na cidade de São Paulo.

 

Abraço Cultural

 

 

 

3 iniciativas criadas por refugiados em SP (Foto: Divulgação)


O projeto consiste na capacitação de refugiados para dar aulas de idiomas e cultura. A ideia é fomentar a troca de experiências, a valorização pessoal dos professores e promover a ruptura das barreiras culturais. A equipe expressa a diversidade cultural, o material é próprio e foca na comunicação, com encontros culturais e capacitação de profissionais em todo o Brasil. Com unidades no Rio de janeiro e em São Paulo, o local oferece aulas particulares e corporativas dos idiomas árabe, espanhol, inglês, espanhol e francês. 

Serviço:
SEDE SÃO PAULO
Rua dos Pinheiros, 706 – Casa 6 – Pinheiros (Próximo ao metrô Fradique Coutinho)  Contato: contatosp@abracocultural.com.br
Site: www.abracocultural.com.br

SEDE RIO DE JANEIRO
Rua Conde de Bonfim, 488, 3º andar, Tijuca (Próximo ao metrô Saens Peña)
Contato: contatorj@abracocultural.com.br

Al Janiah

 

3 iniciativas criadas por refugiados em SP (Foto: Divulgação)

O espaço, que se define político cultural, reúne um bar e restaurante árabe no Bixiga. Por meio da comida promovem o intercâmbio cultural expresso na política, arte, cultura, música e cinema existentes no local. Os trabalhadores são majoritariamente refugiados da Palestina e da Síria, além de contar com imigrantes de Cuba, Argélia, nordestinos e sulistas.

Serviço:
Rua Rui Barbosa, 269 – São Paulo
www.aljaniah.com.br

Congolinária
3 iniciativas criadas por refugiados em SP (Foto: Divulgação)

Criado em 2016 pelo refugiado congolês Pitchou Luambo, o restaurante africano serve comida típica da República Democratica do Congo. O espaço privilegia ingredientes naturais e se preocupa em fomentar a conscientização sobre o refúgio e o veganismo, além de apresentar a cultura africana.  

Serviço:
Avenida Professor Alfonso Bovero, 382 – São Paulo
Contato: (11) 2615-8184
@congolinariahttps://www.instagram.com/congolinaria/

Acompanha tudo de Casa Vogue? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais, o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

 

©