Apesar de viver em São Francisco, nos Estados Unidos, a proprietária deste apartamento em Paris tinha o sonho de ter uma casa na cidade europeia. O caminho para realizá-lo junto com o marido teve o auxílio da arquiteta e amiga Sandrine Teze-Limal, que atua na capital francesa e assina o projeto arquitetônico do local. A profissional também foi a responsável por encontrar o edifício.

 

 

 

 

200 m²: obras de arte, cores e vistas apaixonantes em Paris (Foto: Frédéric Vasseur)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

200 m²: obras de arte, cores e vistas apaixonantes em Paris (Foto: Frédéric Vasseur)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

200 m²: obras de arte, cores e vistas apaixonantes em Paris (Foto: Frédéric Vasseur)

 

Com cerca de 200 m², o espaço tem localização com paisagens privilegiadas que motivou os proprietários a realizarem uma extensa reforma. O trabalho foi necessário devido a casa ter tido apenas um dono e não ter passado por nenhuma atualização nos últimos 50 anos. Localizada na Rue Fabert, a residência ocupa dois andares de um prédio elegante, com vista para a Esplanade des Invalides, um dos locais mais abertos do centro e repleto de áreas verdes.

Segundo o designer Benjamin Wood, que realizou a decoração de interiores do imóvel com a assistência de Laure Caye, a remodelação do ambiente possibilitou que os moradores tivessem conveniências modernas, como aquecimento e ar condicionado, mantendo a atmosfera tradicional francesa. Esse toque francês, inclusive, envolve um dos principais cartões-postais do país: “Durante o processo, a área de assento da janela foi aberta, dando vista para a Torre Eiffel”, conta o designer.

200 m²: obras de arte, cores e vistas apaixonantes em Paris (Foto: Frédéric Vasseur)


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

200 m²: obras de arte, cores e vistas apaixonantes em Paris (Foto: Frédéric Vasseur)


 

A inspiração do casal para o décor foi transformar o apartamento em uma espécie de “caixa de joias”, unindo os confortos americanos ao estilo de Paris. “Eles colecionam fotografias, entre outros itens, que definem uma espécie de tema para o local. A partir daí, deixamos as obras de arte ajudarem a definir a direção das cores do apartamento”, diz Wood.

O profissional destaca peças relevantes que fazem parte da composição: na sala, a fotografia de Robert Polidori, da série Versalhes e a obra de Shirley Jaffe, adquirida em Nova York. Já a foto “Anchovas” de Richard Caldicott, obtida na feira Paris Photo, foi colocada na cozinha do imóvel. No quarto, há uma tela de Eddie Martinez adquirida na Feira Internacional de Arte Contemporânea de Paris.

200 m²: obras de arte, cores e vistas apaixonantes em Paris (Foto: Frédéric Vasseur)


 

 

“Em seguida, nos divertimos com toques de cores vibrantes em itens como o sofá de veludo roxo da marca Dedar e a fabulosa luminária amarela da Pinto Paris”, lembra Wood, que se descreve mais como um curador do que um designer de interiores. “Sinto que reúno elementos para criar uma interação e uma experiência envolventes e satisfatórias. Viagens internacionais, arte, arquitetura, design, comida e vinho têm sido uma fonte constante de inspiração em minha vida. O lar é essencial para mim e a arte aparece fortemente em cada um dos meus projetos”, afirma.

©











Loading...