Você deve conhecer a famosa frase: “Florais na primavera? Que revolucionário”, da personagem Miranda Priestly, do filme O Diabo Veste Prada. Isso nos deixa pensando: o que a primavera de 2021 vai apresentar na decoração e arquitetura?

O dia 22 de setembro marca a transição entre o inverno e a nova estação, trazendo a chance para aproveitar o melhor que a temporada das flores tem a oferecer para a decoração da casa.

Profissionais do mercado apresentam as tendências para esse ano – conceitos que chegaram com a pandemia e consolidam-se nessa época, novos estilos e o que já é tradição, mas com um olhar inovador. Confira abaixo 12 tendências para esta primavera:

1. Design sustentável

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

Agora a sustentabilidade é um dos principais pilares do design mundial. Desenvolver peças de mobiliário ou, até mesmo, uma instalação multifuncional com um olhar sustentável é a principal tendência para as próximas décadas.

É o caso da “House”, peça assinada pelas arquitetas Roberta Jiraschek e Daniela Niederauer, do Sum Architecture. O mobiliário estimula a reconexão com a natureza, perfeita para os dias primaveris.

E, por falar em sustentabilidade, a estrutura metálica, com revestimento em corda náutica, ainda conta com uma placa fotovoltaica – fonte de energia renovável e limpa para carregar aparelhos eletrônicos. A “House” ainda pode funcionar como estufa para pequenas plantas. Esse é um exemplo de Casa na Árvore com um olhar sustentável perfeita para a primavera 2021.

2. Muxarabi

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

Elemento milenar da cultura árabe, o muxarabi vem cada vez mais voltando ao gosto dos brasileiros e sendo destaque nessa primavera. Por ser uma estrutura vazada, a tendência oferece um leque repleto de possibilidades para entrar no décor.

No projeto da profissional Larissa Gomes, ela usou o elemento como divisória entre a brinquedoteca das crianças e o estar íntimo da família. Desta forma, foi possível integrar os ambientes, mantendo a setorização de cada função. Destaque também para a poltrona assinada por Zanine Caldas, como ponto de cor verde no projeto.

3. Arte como destaque

 

Gerson Lima/Casa.com.br

As formas orgânicas têm presença forte no design nacional. Mas como usar essa tendência sem deixar o projeto datado?

Para a arquiteta Daniela Barranco, uma solução é investir em obras de arte. “Adoro a atmosfera que as formas orgânicas proporcionam ao ambiente. É uma tendência que chegou com tudo e, com certeza, vai ficar por muito tempo”.

“Para quem ainda tem medo de explorar essa tendência, o ideal é apostar nas gravuras e obras de arte”, revela a arquiteta que aplicou essa solução em um projeto corporativo com as obras do artista André Mendes.

4. Tropicalidade

 

Marcelo Stammer/Casa.com.br

Uma tendência que é a cara do Brasil é o estilo tropical – obras de arte, plantas, estampas e elementos naturais fazem parte desse conceito. Apostar na tropicalidade durante a primavera é uma ótima solução para quem quer desfrutar de um décor mais descontraído e informal.

A arquiteta Alessandra Gandolfi destacou muitos elementos dessa tendência, como as cadeiras em corda náutica, o lustre de metal em formas orgânicas, o painel de madeira e, claro, o grande destaque, o quadro com costelas de adão e o pôr do sol.

5. Tapeçaria colorida

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

Sim, a tapeçaria vem com tudo nessa primavera! Proporcionando diferentes texturas no décor, os tapetes também podem trazer mais cor e proporcionar diferentes composições no lar. Para Amir Shahrouzi, curador de tapetes orientais e diretor da Botteh Handmade Rugs, os tapetes são peças coringa para decorar a casa nessa estação.

Veja também

“A primavera é a estação das cores, os tapetes são perfeitos para fazer pequenas mudanças no décor e mudar completamente um ambiente. Garimpando e desenvolvendo peças exclusivas no Irã, Nepal, Índia e Paquistão – é impressionante as possibilidades que esse elemento oferece”, afirma o empresário.

6. Paisagem como protagonista

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

Para a arquiteta Bruna Souza, do escritório BE Studio, a primavera é o momento de se conectar novamente com a natureza.

“A primavera é a oportunidade de valorizar a natureza com diferentes soluções. Como muitas pessoas moram em apartamentos, nem sempre temos uma área externa. Por isso, a paisagem deve ser explorada ao máximo no projeto”, revela a profissional.

Um exemplo é o projeto assinado por Souza, que valoriza a paisagem do apartamento de 350 m², em Balneário Camboriú. A arquiteta desenvolveu um projeto de tons neutros, transformando a vista para o mar na grande protagonista do projeto.

7. Formas orgânicas na marcenaria

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

As formas orgânicas chegaram com tudo no décor. Elas são uma solução para deixar o ambiente mais aconchegante, quebrando as linhas retas da estrutura do lar. A arquiteta Larissa Loh assina esse projeto que é a união entre contemporaneidade e memória afetiva, buscando a retomada de consciência para a busca de uma vida com mais significado.

Para proporcionar essa sensação de relicário, toda estrutura de marcenaria, da Gava Ambientes, apresenta formas mais fluidas com o ripado e as formas curvas da estante.

Para Aline Gava, diretora da Gava Ambientes, a marcenaria é a forma de materializar o conceito de um projeto. “Acredito que uma forma de ousar com a tendência das formas orgânicas é explorar diferentes técnicas com a marcenaria, assim conseguimos proporcionar uma sensação única ao projeto”, diz.

8. Natureza como essência

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

Elemento brutos e naturais na área externa são a tendência que já chegou com a pandemia, mas consolida-se cada vez mais nos projetos arquitetônicos.

Com um olhar contemporâneo, a ideia é fugir dos revestimentos coloridos ou artificiais e deixar a natureza falar por si. Para a arquiteta Priscilla Mueller, até a piscina entra nesse conceito, destacando o mármore Travertino Navona, NPK Mármores, esse projeto é pura sofisticação e contemporaneidade.

A pedra natural bruta unifica toda área da piscina e ainda cria uma conexão maior das texturas naturais da pedra. Sem falar no apelo estético único.

9. Rústico chique

 

Nenad Radovanovic/Casa.com.br

A primavera é a estação em que a natureza ganha destaque. O estilo rústico sempre valoriza elementos como a madeira, tijolos e pedras naturais – mas por que não unir o rústico com o sofisticado?

A arquiteta Simone Carneiro explorou essa união com acabamentos nobres, sem deixar a madeira de demolição de lado. Com o mobiliário da Masotti Curitiba, a arquiteta trouxe mais aconchego e sofisticação junto à composição do projeto.

Vale lembrar que o espaço gourmet é uma super tendência para quem gosta de confraternizar em casa e um ambiente curinga para explorar o décor.

10. Revestimentos coloridos

 

Marcelo Stammer/Casa.com.br

Aproveite que a primavera é inspiração para colorir a casa! Ousar com revestimentos coloridos é uma tendência marcante da estação.

Além do resultado estético, as cores também proporcionam experiências sensoriais, deixando um ambiente mais aconchegante ou, até mesmo, mais descontraído.

Nesse banheiro, a arquiteta Danielli Wal e a designer Mayara Wal aproveitaram a tendência dos revestimentos, optando pelo tom “verde-maré”, uma das cores-destaque de 2021. Este projeto representa muito bem a união entre duas tendências e como elas compõem um ambiente dentro do lar.

11. MDF marmorizado

 

Bruna Comin/Casa.com.br

O MDF inspirado nas pedras naturais é uma opção mais prática e que pode ser aplicada em diferentes superfícies. Para essa primavera, a tendência cresce ainda mais, conquistando até mesmo ambientes corporativos.

É o caso do projeto da arquiteta Rafaela Stella, que deu protagonismo ao MDF Vulcano, da Sudati, que surge como uma opção para os admiradores da imponência das pedras naturais, mas que não querem abrir mão da praticidade no ambiente.

12. Preto e branco

 

Eduardo Macarios/Casa.com.br

Para quem quer fugir das cores marcantes e vibrantes da primavera, um estilo já consolidado no mercado é o preto e branco. Conceito mais sóbrio, ele proporciona uma sensação aconchegante e intimista, perfeito para a área íntima da casa, como os quartos.

Neste caso, o escritório NK Arquitetura, desenvolveu essa cabeceira estofada, da Adornie Home Decor, para compor o espaço. A escolha pelo tecido da Adornie foi uma forma de trazer mais aconchego ao ambiente, por ter uma tabela cromática fria, usar diferentes tecidos é uma forma de agregar mais conforto e estilo ao projeto.

©











Loading...